O enquanto da espera

Descansando de SP
Por Luma Pereira

Dirigido por Steven Spielberg, O Terminal é um filme estadunidense de 2004. Viktor Navorski, interpretado por Tom Hanks, viaja do país onde mora, a fictícia Krakozhia (no leste europeu), para os Estados Unidos. Porém, a terra natal do protagonista sofre um golpe de estado, o que invalida o seu passaporte, impedindo-o de desembarcar em Nova York.

O chefe de segurança do aeroporto, Frank Dixon (Stanley Tucci), exige que o protagonista aguarde na sala de trânsito internacional até que a guerra da Krakozhia termine. Sem poder voltar para o país de origem, nem pisar em solo norte-americano, Viktor é obrigado a viver trancado no Aeroporto Internacional John F. Kennedy (JFK) durante nove meses.

O protagonista continua sua vida ali mesmo no aeroporto. O cenário é cheio de pessoas esperando vôos, aviões atrasados, seguranças – todo um cotidiano que continuava independente da presença de Viktor. Ele, por sua vez, procura se integrar àquele ambiente, fazendo amizade com os funcionários do local, e criando para si mesmo uma rotina própria dentro daquele novo espaço no qual se encontrava. Viktor chega até mesmo a se apaixonar por uma comissária de bordo chamada Amelia Warren (Catherine Zeta-Jones).

Viktor se aproxima do zelador Gupta (Kumar Pallana), que se diverte vendo as pessoas escorregarem no piso molhado, após ignorarem a sinalização que ele sempre cuidadosamente coloca após lavar o piso. Também conversa com o carregador Mulroy (Chi McBride), que realiza partidas de baralho cujo prêmio são as bagagens esquecidas por passageiros.

Além disso, conhece Enrique (Diego Luna), funcionário da praça de alimentação, que fornece gratuitamente refeições a Viktor, em troca de ajuda para conquistar Dolores (Zoe Saldana), funcionária da imigração. O protagonista acaba conseguindo formar uma verdadeira família dentro do aeroporto, mesmo na situação em que se encontra.

Ele se identifica com Amelia (Zeta-Jones), pois ambos estão sempre à espera de que algo aconteça. Ela faz de tudo para organizar os horários de trabalho de modo que possa encontrar com o amante, de quem aguarda um chamado pelo bipe. Ele espera que um telefonema resolva a burocracia ignorante que tem que enfrentar ao permanecer detido no aeroporto.

O Terminal fala essencialmente sobre a espera. Em forma de comédia, nos remete à espera humana, algumas vezes vazia, outras com algum propósito. No final do filme, vemos que o motivo que faz Viktor aguardar nove meses é nobre. E enquanto aguardava, fez mais do que apenas esperar – preencheu de vida o enquanto da espera. Ele certamente acreditava na máxima “a esperança é a última que morre”.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Descansando de SP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s