Bolsas de Chile, Colômbia e Peru querem força de Bovespa

SP em notícia pelo mundo
Por Nathan Lopes

Três bolsas sulamericanas uniram-se para ganhar força no mercado e tentar ficar mais próximas a outras, como a de São Paulo. O futuro do atual presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, também ganhou a atenção da impresna estrangeira. Novidades no Twitter da Espanha revelam a força que o de São Paulo já tinha nessa rede social. E a volta de Rivaldo ao clube em que começou a carreira, no interior do São Paulo, apareceu em páginas internacionais.

“Fusión bursátil transandina para competir con otros grandes” (Fusão de bolsas transandinas para competir com outras grandes)  
MSN (América Latina)10 de novembro de 2010

O site aponta que as bolsas de Santiago, Colômbia e Lima uniram-se para competir com as de México, Buenos Aires e São Paulo. A ação assemelha-se à Euronext, que uniu várias bolsas européias. Ambas têm como objetivo ganhar força em “mercado de valores cada vez mais globalizado”.

O nome da união das bolsas chilena, colombiana e peruana é Mercado Integrado Latinoamericano (Mila). Ele passa a operar a partir desta segunda, dia 22 de novembro.

O Mila terá o maior de número de companhias com títulos inscritos, 563. Seu volume diário de transações chegará a US$ 300 milhões.

Com a fusão, as três bolsas terão mais investidores, emissores e intermediários. Mesmo assim, cada uma será responsável por um setor. A de Lima fica com títulos relacionados à mineração; a colombiana, com os de hidrocarbonetos e do setor financeiro; já a de Santiago, com os de energia, comércio e serviços.

O ex-ministro colombiano da Fazenda, Óscar Ivan Zuluaga, acredita que o Mila “é uma forma de criar uma bolsa muito forte para depois pensar em alianças com as de São Paulo ou México”.

“What future for Brazil’s inflation hawk?” (Que futuro para a inflação do Brasil?)
BBC News (Inglaterra)16 de novembro de 2010 

O site da emissora de televisão inglesa fala sobre o futuro do presidente do Banco Central (BC) brasileiro Henrique Meirelles. Ele, durante o governo Lula, foi devoto da estabilidade de preços acima de tudo, ajudando o Brasil a ganhar a confiança internacional que hoje possui. “Mas parece que a obstinação do Sr. Meirelles ficou fora de moda dos círculos políticos brasileiros na preparação da sucessora de Lula”, observa o site.

O “BBC News” diz que os líderes da área de negócios em São Paulo, “a potência econômica e industrial do Brasil”, ficariam felizes se Henrique Meirelles fosse mantido como presidente do BC quando Dilma assumir. O site lembra que Meirelles também faz parte do grupo de líderes da área, pois foi presidente da subsidiária brasileira do Bank Boston de 1984 a 1996.

Acredita-se que se ele continuar no cargo será por no máximo quatro meses, até alguém novo aparecer. Isso porque Dilma manifestou que quer trabalhar com taxas de juros mais baixas, o que a colocaria contra a política financeira de Meirelles. Ele utilizou altas taxas para controlar o aumento de preços.

O site acredita que, seja qual for o futuro de Henrique Meirelles, “suas conquistas desde Janeiro de 2003 estabeleceram as fundações para a atual prosperidade do Brasil”.

“Twitter estrena Trending Topics ‘made in Spain’” (Twitter estreia Trending Topics ‘made in Spain’)
El País (Espanha)16 de novembro de 2010

A celebração da novidade por alguns usuários espanhóis e a crença de que ela chegou tarde por outros foi destaque do jornal. O serviço de Trending Topics, do Twitter, chegou a Espanha, Chile, Argentina e Venezuela.

O “El país” registra que algumas cidades do mundo já tinham esse serviço, quase todas dos Estados Unidos. Quatro estavam fora do território estadunidense: Londres, Sydney, Rio de Janeiro e São Paulo.

Outra novidade que aparece, segundo as informações do jornal, é a possibilidade de traduzir os tweets escritos em outra língua através do serviço oferecido pelo Google. Isso acontecerá através de um ícone, presente no final da mensagem enviada pelo Twitter.

O “El País” pergunta-se: “Alguém imagina o que pode chegar a ser o Twitter quando se pode compreender e difundir as mensagens de muito mais lugares?”. E observa o seguinte: “Com este avanço, confirma-se que o Twitter é consciente de sua relevância para além das fronteiras dos Estados Unidos”.

“Rivaldo anuncia que seguirá activo y volverá a jugar em Brasil” (Rivaldo anuncia que seguirá na ativa e voltará a jogar no Brasil)
Prensa Libre (Guatemala)18 de novembro de 2010 

O jornal apresenta uma nota da agência AFP, que traz uma fala de Rivaldo. “Depois de resolver muitas coisas fora do país, resolvi jogar o Paulista 2011 pelo Mogi Mirim, clube do qual sou presidente”.

O volante, de 38 anos, estava sem clube desde que terminou seu contrato com o Bunyodkor, do Usbequistão, pelo qual atuou por três temporadas.

O “Prensa Libre” lembra que Rivaldo participou da conquista do Mundial de 2002 com o Brasil. Também recorda que, em agosto passado, a imprensa especulou uma possível ida do jogador para o Palmeiras, ideia descartada pelo técnico do time, Luiz Felipe Scolari.

Rivaldo foi eleito, em 1999, o melhor jogador de futebol masculino do mundo. Ele já defendeu equipes como Mogi Mirim, Corinthians, Palmeiras e Barcelona.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em SP em notícia pelo mundo

Uma resposta para “Bolsas de Chile, Colômbia e Peru querem força de Bovespa

  1. Pingback: Tweets that mention Bolsas de Chile, Colômbia e Peru querem força de Bovespa « -- Topsy.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s