“Un payaso lidera las encuestas para el congreso de Brasil”

SP em notícia pelo mundo
Por Nathan Lopes

Os resultados das pesquisas de intenção de voto para deputado federal no Brasil chegaram ao exterior. Agora todos sabem que “pior que tá não fica”. Nos últimos dias, a imprensa extrangeira também mostrou o perfil de Dilma Rousseff – ressaltando o período de guerrilha -, a compra da Vivo pela Telefonica e as quase três horas que o paulistano passa no trânsito.

Para conferir as matérias na íntegra, clique no nome do jornal, abaixo das manchetes.

— 

“Un payaso lidera las encuestas para el congreso de Brasil” (Um palhaço lidera as pesquisas para o congresso do Brasil)
El Tiempo (Colômbia) 24 de setembro de 2010 

A história de Tiririca começa a ganhar espaço no exterior. Para explicar o fenômeno que ele causa por aqui, o “El Tiempo” traduziu seus slogans. “Vote por ‘Tiririca’. Peor de lo que estamos no vamos a estar”. Se fosse candidato na Colômbia, o palhaço precisaria de novas rimas. Porque, desse jeito, não se elegeria. “¿Que qué hace un diputado federal? La verdad, no tengo idea, pero vote por mi y se lo cuento”. O jornal fala ainda da campanha pelo “voto sério” e cita o candidato ao governo estadual Paulo Skaf como um de seus seguidores. Também destaca os 50 membros da equipe de Tiririca que o acompanham pelos bairros populares de São Paulo “na esperança de conquistar o coração do eleitorado”. 

— 

“El regulador brasileño da luz verde a Telefónica para la compra de Vivo” (Regulador brasileiro dá sinal verde à Telefonica para a compra da Vivo)
El País (Espanha)24 de setembro de 2010

Através de informações da agência EFE, o jornal espanhol relata a venda da Vivo para a Telefonica, o que inclui uma condição para a empresa da Espanha: estipular metas para a expansão de seu serviço. A operadora de celular deverá chegar a 35 cidades até o final de 2011. Com o prazo de um ano a mais, ampliar a cobertura da tecnologia 3G em 85 municípios, sem contar os 2.832 previstos antes do negócio. A terceira condição é a que interessa para São Paulo. A Telefonica cederá sua rede de fibra óptica à educação pública para a conexão das universidades paulistas do sistema público. A operação custou 9,7 bilhões de dólares. 

 

“The former Marxist guerrilla who is set to become Brazil’s first woman president” (A ex-guerrilheira marxista prestes a ser tornar a primeira presidente do Brasil)
The Daily Telegraph (Inglaterra)18 de setembro de 2010

A matéria, de Harriet Alexander, destaca, abaixo do título, que a candidata à presidência Dilma Rousseff participou de uma organização guerrilheira que roubou 2,5 milhões de libras da poupança de um ex-governador de São Paulo. A fase em que participou da guerrilha é apresentada com ênfase no texto, dizendo que ela já foi chamada de “Joana D’arc da subversão”. Depois, o jornal continua mostrando um perfil daquela que pode ser a primeira mulher a assumir o comando da maior economia da América Latina. São Paulo aparece através das opiniões de pessoas na rua. O agente de viagem Araken de Carvalho disse que, no Brasil, as eleições são tratadas como samba. “Se ouvimos um bom, vamos com ele. Dilma é um samba muito bom”. Já o professor de fotografia Gabriel Malard opinou que Dilma não aparece carismática e agradável, além disso, que seu sucesso é devido inteiramente à Lula. “Mas vou continuar votando nela”. O destaque para os eleitores de São Paulo, “o brilhante coração do moderno e profissional Brasil”, normalmente não apóiam Lula. “As elites educadas são hesitantes em relação à sua política populista e ri de seu sotaque rural e inculto”, comenta o jornalista. Como contraponto, foi ouvida a opinião do ator Carlos Vereza. “Lula escolheu Dilma porque Dilma significa um terceiro mandato de Lula e a continuação de seu projeto populista-autoritarista”.

 

“Habitantes de São Paulo pierden 27 días del año en el tráfico vehícular” (Habitantes de São Paulo perdem 27 dias do ano no tráfego veicular)
El Tiempo (Colômbia) – 23 de setembro de 2010

 

O jornal comenta as duas horas e quarenta dois minutos gastas para locomoção na cidade. Ele também observa que, no Dia Mundial sem Carro, ocorrido um dia antes, São Paulo viveu um dia de caos habitual com avenidas e ruas engarrafadas. E apresenta, ainda, dados de uma pesquisa do IBOPE com a população. 68% das pessoas considerou mal ou péssimo o trânsito na cidade.

 

Deixe um comentário

Arquivado em SP em notícia pelo mundo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s