Construtora chilena chega à SP mirando classes média e baixa

SP em notícia pelo mundo
Por Nathan Lopes

Nas últimas semanas, São Paulo apareceu no noticiário internacional através da chegada de uma construtora chilena à cidade, dos empregos na campanha eleitoral e da resenha sobre o documentário “Sequestro”, de Jorge W. Atalla.

Confira as matérias na íntegra clicando no nome do jornal, abaixo das manchetes.

“Paz Corp. inicia venta de su primer proyecto en Brasil en 2011” (Paz Corp. inicia a venda de seu primeiro projeto no Brasil em 2011)
El Mercurio (Chile)13 de setembro de 2010

A matéria fala sobre a construtora chilena, que começou a venda dos 260 apartamentos do edifício de 25 andares que construirá no centro de São Paulo. A comercialização será feita pela brasileira Itaplan. A Paz Corp. está em uma “joint venture” com a nacional Engelux. A parceria foi firmada para 18 meses e busca lucros de 75 milhões de dólares em projetos imobiliários no Brasil. O público alvo são as classes média e baixa. Depois desta primeira etapa, as empresas pretendem investir na região da Grande São Paulo e Campinas. O gerente geral da empresa chilena Mario Navarro disse, à jornalista Claudia Ramírez, que ela está trabalhando para crescer no Brasil e fazer mais projetos. “Não viemos para apenas um projeto”.

“Elecciones con menos paro” (Eleições com menos desemprego)
El País (Espanha) – 12 de setembro de 2010

Correspondente do jornal espanhol no Rio de Janeiro, Francho Baron diz que “o Brasil é uma máquina de criar empregos que funciona a todo vapor”. Aponta a criação, no ano passado, de mais de um milhão de empregos. A relação com as eleições aparecem na ajuda que dará ao Produto Interno Bruto (PIB) este ano, cujo crescimento deve ficar entre 7% e 8%. “A campanha eleitoral brasileira se converteu em uma inusitada ferramenta para reduzir o desemprego”.

São Paulo tem presença na matéria através do candidato ao governo estadual Aloizio Mercadante, do Partido dos Trabalhadores (PT). “Somente sua equipe de campanha emprega 700 pessoas durante o período eleitoral. Uma quantidade insignificante perto das 800.000 que trabalham dia e noite em todo o país para que a candidata do PT, Dilma Roussef, conquiste a presidência”.

O texto termina falando das causas do aquecimento do PIB em função das campanhas. “Desde a indústria têxtil ou os fabricantes de cartazes e panfletos até as empresas de aluguel de equipamentos de som, veículos, produção de eventos ou elaboração de pesquisas”.

“Retrieving Hostages in Brazil” (Resgatando reféns no Brasil)
The New York Times (EUA) – 9 de setembro de 2010

“Um documentário como ‘Cops’, mas com menos bêbados”. É assim que Jeannete Catsoulis, no “Movie Review”, do “The New York Times”, definiu “Sequestro”, que registra operações da divisão anti-sequestro da polícia de São Paulo.

O texto destaca que em 2000, ano de criação da divisão, quinhentos dos dezoito milhões de habitantes da cidade foram oficialmente seqüestrados.

Catsoulis lembra que ver o resgate de um garoto de 14 anos em estado de choque ou a imagem borrada dos dedos de um morto constantemente lembram o público “do que está em jogo”.

O filme estava entrando em cartaz em Nova York e Los Angeles. 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em SP em notícia pelo mundo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s